Qualidade de Vida


Qualidade de vida é o método utilizado para medir as condições de vida de um ser humano. Envolve o bem espiritual, físico, mental, psicológico e emocional, além de relacionamentos sociais, como família e amigos e também a saúde, educação, poder de compra, habitação, saneamento básico e outras circunstâncias da vida. Não deve ser confundida com padrão de vida, uma medida que quantifica a qualidade e quantidade de bens e serviços disponíveis.
A Organização Mundial da Saúde desenvolveu um questionário para aferir a qualidade de vida, que possui duas versões validadas para o português, o 100 (composto por 100 questões) e o composto por 26 questões.
É composto por seis domínios: o físico, o psicológico, o do nível de independência, o das relações sociais, o do meio ambiente e o dos aspectos religiosos.

fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Qualidade_de_vida /
fonte imagem: http://pixabay.com/pt/p%C3%B4r-do-sol-mulher-alegria-praia-97056/

 
17/6/2015 - 'Envelhescência'

Veja esse interessante trabalho sobre 'envelhescência' (dica do colega Agemir de Carvalho Dias):

http://www.envelhescencia.com.br/trailer/envelhescencia/0

 
7/1/2015 - 10 razões por que os dispositivos eletrônicos portáteis deveriam ser banidos a crianças menores de 12 anos

A tecnologia veio trazer muitas coisas boas para as nossas vidas, mas o seu uso exagerado pode causar muitos problemas no desenvolvimento das crianças.

http://familia.com.br/filhos/10-razoes-por-que-os-dispositivos-eletronicos-portateis-deveriam-ser-banidos-a-criancas-menores-de-12-anos

 
8/12/2014 - Dicas de direção defensiva

Direção segura: dirija para você e para os outros!!

De acordo com a Wikipédia, "Direção defensiva ou condução defensiva é o conjunto de medidas e procedimentos utilizados para prevenir ou minimizar as consequências dos acidentes de trânsito. Baseado na noção de que em todo acidente sempre está presente uma falha humana relacionada ou a negligência, ou imprudência, ou imperícia, a direção defensiva pretende que o motorista que a emprega seja um elemento ativo na alteração ou eliminação dos fatores que possam vir a causar acidentes."

Nos links abaixo você poderá obter informações e dicas importantes sobre direção defensiva e segurança no trânsito:

Manuais:

http://www.vias-seguras.com/documentacao/arquivos/denatran_manual_de_direcao_defensiva_maio_2005 (ou PDF )

Dicas e informações:

http://defensiva.com.br/

http://www.vias-seguras.com/pagina_inicial

http://extra.globo.com/noticias/carros-e-motos/direcao-defensiva-dicas-para-dirigir-sem-sustos-13201660.html

http://revista.pensecarros.com.br/pagina/direcao-defensiva.html

Vídeos:

https://www.youtube.com/watch?v=-_MVVMlHHb4

https://www.youtube.com/watch?v=A1OjHJvPLRQ

https://www.youtube.com/watch?v=sME6DoAQ43A

https://www.youtube.com/watch?v=xqcikPOdygs

https://www.youtube.com/watch?v=d6BRPnJu5Bc

Agradecimentos ao Instrutor Luiz Fonseca, que ministra cursos sobre direção defensiva e disponibilizou os vídeos acima.

Em breve mais vídeos.

 

 
Pirâmide de Maslow

 

 
Qualidade de vida só existe enquanto cooperação entre empresa e funcionário

A Qualidade de Vida é um tema cada vez mais abordado na mídia, nas empresas e até mesmo no ambiente familiar. As pessoas se conscientizaram de que o termo tem um significado amplo - que engloba diferentes áreas da vida -, e vêm incorporando a questão no seu dia-a-dia, tanto individualmente quanto coletivamente.
O mundo corporativo já está consciente da importância da qualidade de vida e da necessidade de criar melhores condições para o bem-estar dos colaboradores. Aqueles que investiram, já começam a colher os frutos dessa colaboração entre empresa e colaborador, comprovando que o profissional produz mais e melhor quando se sente feliz e motivado.
Essa busca por qualidade de vida insere-se no contexto da Responsabilidade Social, prática que deve ser incorporada tanto pelas empresas quanto pelos próprios profissionais. Assim, para que os programas de qualidade de vida gerem benefícios efetivos, o que vai se propagar para toda a sociedade, o comprometimento deve ser completo: a empresa desenvolve políticas, ações e programas de estímulo a uma vida saudável, e o funcionário, por sua vez, deve perceber que seu papel é fundamental para que os objetivos sejam alcançados por ambas as partes.
A iniciativa de promover projetos visando a satisfação pessoal dos colaboradores cresce cada vez mais no mercado de trabalho, de microempresas a grandes corporações multinacionais. Num futuro próximo, o que diferenciará uma empresa da outra será a qualidade de vida de seus colaboradores, bem como o clima que predomina no local de trabalho, diminuindo a importância do tamanho da empresa e ressaltando a produtividade e a qualidade, resultantes do bem-estar organizacional.
Para que os programas sejam eficazes, porém, é preciso alguns cuidados, como: partir da realização de uma pesquisa sobre o perfil dos colaboradores e suas reais necessidades; implantação de ações contínuas, transparentes, de curto, médio e longo prazos; envolvimento da alta cúpula; contar com uma equipe multidisciplinar que saiba lidar com as diferenças internas; avaliações constantes sobre os resultados do programa; inserir o programa dentro da Política de Recursos Humanos.
Já o colaborador deve se comprometer em cultivar um estilo de vida saudável, o que faz uma grande diferença para seu rendimento no mercado de trabalho. É preciso adquirir uma condição física boa e manter a saúde sempre em dia, por meio de exercícios e de uma alimentação equilibrada.
Cuidar dos aspectos emocionais e psicológicos também é indispensável, o que inclui uma atenção muito especial à questão da auto-estima. Guardar um tempo para curtir momentos de lazer e conectar-se com o lado espiritual é essencial. O importante é saber conciliar afazeres profissionais com a vida pessoal, dedicar-se a si mesmo e aos familiares. A Responsabilidade Social é conquistada, primeiramente, por meio da Responsabilidade Pessoal.
Toda atitude tomada para valorizar as virtudes do ser humano deve ser valorizada e incentivada.
Portanto, com as empresas e colaboradores trabalhando em conjunto para promover o bem estar físico e emocional de todos, as atitudes positivas, e a integração entre organizações e sociedade, a Qualidade de Vida deixará em breve de ser uma bandeira para se tornar um bem comum.

Fonte / autor(a): http://www.abqv.com.br/artigos/Content.aspx?id=58

CECILIA CIBELLA SHIBUYA. Assistente Social e Presidente da ABQV. Diretora da PRÁTICA Consultoria Empresarial.

 
MOVIMENTO MUNDIAL PELA GENTILEZA
 
Parar de fumar deixa mais feliz

Deixar o cigarro contribui para o bem-estar mental, tendo o mesmo efeito que o uso de antidepressivos, aponta um estudo publicado no periódico médico British Medical Journal (BMJ), na edição disponível a partir [do dia 14 de fevereiro]. De acordo com os pesquisadores britânicos, que revisaram 26 estudos sobre o tema, o efeito de parar de fumar pode ser “equivalente, ou superior, ao de antidepressivos utilizados no tratamento da ansiedade, ou de transtornos de humor”. Os fumantes incluídos nos trabalhos eram “medianamente dependentes”, com idade média de 44 anos, e fumavam de 10 a 40 cigarros por dia. Do total, 48% eram homens. Eles foram entrevistados antes de sua tentativa de parar de fumar e, novamente, depois de conseguirem largar o hábito, em uma janela que variou de seis semanas a seis meses.
Os que conseguiram deixar o cigarro estavam menos deprimidos, menos ansiosos, menos estressados e com uma visão positiva da vida do que os que não conseguiram abandonar o vício. A melhora foi perceptível nas pessoas afetadas por transtornos mentais logo que pararam de fumar. Nenhuma avaliação de acompanhamento do estado mental voltou a ser feita, porém, em especial nos casos dos ex-fumantes que tiveram recaídas.
A coordenadora do estudo, Genma Taylor, da Universidade de Birmingham, disse esperar que os resultados permitam dissipar falsas ideias, como a que atribui ao cigarro qualidades antiestressantes, ou relaxantes. “Comparando não fumantes e fumantes, encontramos uma associação entre uma pior saúde mental nos fumantes”, acrescentou.
Segundo números divulgados em julho passado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o cigarro seria responsável pela morte de pelo menos seis milhões a cada ano, número que pode atingir oito milhões até 2030.

(Bem Estar)
Fonte: www.criacionismo.com.br

 
Comida de Atleta Compartilhada

Alimentos saudáveis e sustentáveis deverão compor a base do cardápio que será preparado para os atletas e suas respectivas equipes durante os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos Rio 2016. Bom para eles. Mas bom também para todos os brasileiros. Afinal, a iniciativa Rio Alimentação Sustentável – uma aliança entre 26 organizações coordenadas pela Conservação Internacional e pela WWF – teve a ideia de compartilhar com todos a possibilidade de refeições livres de problemas em suas cadeias produtivas.

Aos brasileiros ficará como legado um diagnóstico dos parâmetros e da oferta de alimentos saudáveis e sustentáveis no Rio de Janeiro e no Brasil. Bem como recomendações para a formulação de políticas públicas para alimentação.

O grupo analisou 15 cadeias produtivas – de carne, cereais, frutas, hortaliças, peixes, leite e derivados, entre outras – e publicou um guia em português e inglês cujo download pode ser feito no site.

Pegue-se, por exemplo, a castanha-do-pará (ou castanha-do-brasil, como é conhecida lá fora). Seus principais problemas de produção, conforme o levantamento da Rio Alimentação Sustentável, são, na área ambiental, a destruição de ecossistemas; na área social, a pressão territorial, as más condições de trabalho, a exploração do trabalho infantil, o trabalho forçado; e na área econômica, a baixa produtividade, o baixo poder de negociação dos produtores, problemas de armazenamento que incorrem na contaminação e desclassificação do produto.

Desse ponto, segue uma série de informações úteis para quem não quer consumir produtos de má procedência. Por exemplo, as compras devem privilegiar apenas as castanhas certificadas por instituições como FSC, Fair Trade, Orgânico Brasil, Certificação de Origem do Xingu, ou cuja produção apresente plano de manejo sustentável.

por MAGALI CABRAL, em 31.10.2014
Fonte: http://www.pagina22.com.br/index.php/2014/10/comida-de-atleta-compartilhada/#sthash.G4xHgMZt.dpuf